O PP Obama Trava A Díaz Ayuso 1

O PP Obama Trava A Díaz Ayuso

O PP de Paulo Casado descarta a pavimentar o caminho para o PSOE. Nestes momentos, o líder do PSOE não lhe saem as contas. Está empenhado em não negociar o suporte rápido ou passivo de DRC e Junts per Catalunya e os números que não têm lhe dão. Os 123 lugares do PSOE se poderiam somar os quarenta e dois Unidas Podemos, dentre as linhas de portas e outro dos regionalistas cântabros. No ar estão as seis do Povo e os de Navarra Soma (a coligação do PP, Cs e União do Povo Navarro).

Em boa proporção por o que ocorrer em Navarra, onde os socialistas têm de decidir se chegam ao poder graças à abstenção de Bildu ou permitem que governe Navarra Soma, que foi a tabela mais votada. Na primeira votação de investidura Sánchez deve obter maioria absoluta, isto é, 176 apoios. Algo improvável. Mas, pela segunda votação seria suficiente obter mais ‘síes’ que ‘europeu’, e é que o PP, como essa de sinalizam Aguirre e Díaz Ayuso, poderia ter um papel facilitador.

O mesmo, por outro lado, que o partido socialista assumiu, em 2016, quando a maioria dos deputados que permitiram a posse de Mariano Rajoy pra não dirigir-se a uma terceiras eleições. Isso sim: a recusa a fazê-lo por cota de 15 deputados acabou com a implosão do PSOE e a demissão de Silva como secretário-geral.

  • Reduzir custos e evidenciar em que se emprega o dinheiro
  • dois Secretaria de Juventudes Socialistas de Andalucía e vereadora em Sevilha (1997-2004)
  • vinte e três h. Cesc confessa que foi ele quem jogou a pizza para Ferguson
  • oito VII Edição (2010)
  • Cartesio E

nesta tessitura quis colocar nesta ocasião o chefe do Executivo em funções, Casado, com o que será amanhã no Congresso. Aguirre no sábado, na Sexta, quando lhe perguntou se agora partilhou o seu critério a respeito da abstenção com sua amadrinado, Casado. Garcia mar egeu, contudo, foi repetido o famoso “não é não” de Sánchez, a Rajoy. Não obstante, o debate, o mal que lhe pese, se abriu, e o presidente do PP de Astúrias, Mercedes Fernández, postou uma mensagem no Twitter apoiando Díaz Ayuso.

↑ “O advogado de Junqueras acusa a justiça espanhola de aplicar o “certo penal do oponente””. ↑ “A Europa, os discursos políticos e os fundamentos técnicos concentram o primeiro dia do julgamento do ‘procés'”. ↑ “As defesas saem pro ataque”. ↑ “Junqueras marca a linha dura contra o Tribunal Supremo e despreza Quim Torra”.

↑ “A potência da Procuradoria augura um julgamento de alta tensão”. ↑ “Forte réplica do Ministério público para as defesas: “Que são perseguidos por tuas idéias é uma falácia colossal””. ↑ “O junquerismo entra em cena”. ↑ “Forn sinaliza que as eleições eram a fórmula para impossibilitar o 155, entretanto não gosto da falta de diálogo”.

↑ “Junqueras recusa responder ao ministério público, por encontrar-se em um “julgamento político””. ↑ “Forn é um município do operacional 1-Ou e nega que presionara os Mossos”. ↑ “Forn desmonta a soflama de Junqueras: “O referendo não era sensacional”. ↑ “Turull alega que primou escoltar o “mandato cidadão” acima do judiciário”.

Author: