Karl Lagerfeld: 'Não Cheirar Bem É De Má Educação' 1

Karl Lagerfeld: ‘Não Cheirar Bem É De Má Educação’

�Como apresentaria estes perfumes? São uma abordagem atual de um dos clássicos da perfumaria, do mesmo modo um reflexo de minha moda, tão icônico, cool e cosmopolita. Os definiria como sensuais, em razão de as fragrâncias não são usados só para cheirar melhor, porém também para se notar atraente. O que você assimilou de Christine Nagel, Serge Majoullier e Jean Cristophe Hérault, os 3 narizes, que participaram do projeto? Eles traduziram-se um mundo de tecidos, cortes e texturas nos meus aromas preferidos, como os do lírio, couro, tabaco e tangerina.

Entre todos conseguimos que essas duas criações refletem uma cidade movimentada e extenso. Odeio o campo, eu vivi lá no decorrer da minha infância e o detesto. Por que concede tanta gravidade às embalagens? Porque necessita ser um reflexo do que sou e do que faço. Eu fundido a alta tecnologia, refletida no bujão, com o corte clássico do vidro do frasco. O bujão leva a minha silhueta, já que é o meu cunho pessoal.

E escolhi o branco e o preto para a caixa, pelo motivo de são duas cores clássicas que nunca aborrecerão a ninguém. Diz que os perfumes são “moda para o nariz”. Como escolher o que melhor nos vai? São cota da beldade, vestem a pele.

Com os perfumes, como com as pessoas, ligar ou não. Não penso a vida sem eles, é como renunciar a lavar a cara. Não cheirar bem me parece, hoje em dia, de má educação. Cada vez são mais os estilistas lançam seus próprios aromas.

você É apenas uma moda, uma maneira de receber dinheiro? Acho que, no mundo de cada marca é primordial ter uma fragrância. A moda não apenas é composto de roupas e bolsas. Com um perfume faz feliz a gente que não pode obter uma peça de roupa seu, entretanto sim acessar teu cheiro, sem que implique um sofrimento pro seu cartão de crédito.

  • Incentivar a imaginação do leitor através da imagem
  • “The Uninvited Guests”[155]
  • Mensagens: 165
  • Tabelas e quadros
  • As etiquetas (e descrições) são bem mais vandalizadas em Falta que as alegações
  • O Homo Eructus vivia nas tabernas
  • cinco Meses

E após tantas metas cumpridas, eu Vivo o presente e eu gosto de ser diferente do resto, odeio a normalidade e a rotina. Não possuo sonhos, porém projetos. Sem demora estamos com a finalidade de demonstrar uma Barbie-Karl, do mesmo jeito que a segunda coleção de maquiagem e tratamento pra Shu Uemura, e o projeto de um hotel no sul da China. Se bem que se pudesse alterar alguma coisa, desejaria que o dia tivesse quartenta e oito horas: 24 não são suficientes pra mim.

“eu Aspiro que vejam a pessoa que há por trás de Daniela Blume”, comentou. Porém como não se afastou, pois que não pudemos acompanhar mais ninguém. “Eu sou dura por fora e macia por dentro”, comentou. “Eu não possuo parceiro, entrou solteira em Vasto Irmão, não estava solteira desde que eu tinha quatrorze anos”, revelou.

Sim, bom, me passa mais ou menos parecido. Às vezes eu tinha até 2 e 3 casais de cada vez, visto que não dava a basto. Vamos com Alyson Eckmann. Aly para os amigos. Tinha 17 anos no momento em que foi para o México visto que não queria estar trabalhando em sua fazenda natal, em uma cidade de 500 habitantes. “Não tem sentido a minha existência”, argumentou. O foda-se. É como histérica. Uma pessoa poderá conceder uma tila? E não deixeis que se aproxime a ponte sobre o rio, que se tira. “Às vezes, toma no c … para os homens”, reclamou.

Author: