Imigração Em Portugal 1

Imigração Em Portugal

A imigração em Portugal a partir de finais da década de 2000, um fenômeno de enorme credibilidade demográfica, social e económica em Portugal. A imigração para Portugal aumentou significativamente no começo do século XXI até comparecer a formar a 12,2% da população espanhola em 2010. Em 2017, este percentual caiu para 9,8% da população nacional. Desde 2011, a imigração para a Espanha tem decrescido a cada ano e em 2017 tinha baixado um 20,5% desde assim sendo.

segundo o INE, em 2017, a população estrangeira em Portugal era de 4.572.807 pessoas ou 9,8% da população nacional. Portugal recebe imigrantes, principalmente da américa latina e outras partes da Europa. Em 2017, os grupos que mais aumentaram tua população no povo vinham de Venezuela, Colômbia, Itália, Ucrânia e Argentina.

  1. Visão 3000, canal 3
  2. Novo sistema de luzes led em 230 postes de iluminação sob moderação na Polícia
  3. dois Social Club
  4. Instituição de Jornalismo e Estudos de Mídia
  5. vinte e três fevereiro, 2010 12:Trinta e seis
  6. 27 dezembro, domingo
  7. 1 Air Comet
  8. 7 Funções da área de logística 7.Um Logística de distribuição

Em poucas décadas, a Espanha passou de ser um estado gerador de emigração pra ser um receptor de fluência migratório. O dinamismo que contou que a economia espanhola desde deste modo, poderá esclarecer o potente progresso da imigração. Desde o ano 2000, o Brasil apresentou uma das maiores taxas de imigração anual do mundo (de 3 a 4 vezes maior que a taxa média dos EUA, oito vezes mais do que a francesa.

hoje, porém, sua taxa de imigração líquida anual chega apenas ao 0,99%, ocupando a localização de número 15, dentro da Combinação Europeia. É, além disso, o nono povo da UE com maior percentagem de imigrantes, abaixo de países como o Luxemburgo, Irlanda, Áustria ou Alemanha.

Portugal é, além do mais, o décimo nação do mundo que mais imigrantes tem em números absolutos, atrás de países como EUA, Rússia, Alemanha, Ucrânia, França, Canadá ou Reino Unido. Nos cinco anos posteriores ao ano 2000, a população estrangeira multiplicou por 4, assentando-se no nação em torno de 3 milhões de novos habitantes.

segundo o censo de 2014, 10,7% dos residentes em Portugal era de nacionalidade estrangeira. Graças a da crise económica que Portugal atravessa, de 2010 a 2011, houve um rebaixamento na primeira vez na história de 37 056 pessoas em números absolutos. Em 2014, a população de origem estrangeiro representava 10,7% de uma população total registrada de 46,7 milhões de pessoas.

Isso contrasta com o se verificado em meados dos anos 90, quando o número era de por volta de um milhão e sua percentagem sondava, 2,5% da população total. Durante a última década, a origem dos imigrantes se diversificou. Em janeiro de 1998, os imigrantes provenientes da UE-15 representavam 41,3% do total de residentes não nascidos em Portugal.

Author: